This webpage is only available as an historical record.
CAAUL has merged with CAUP in 2015 to form the Institute of Astrophysics and Space Sciences.

::: NOVIDADES :::


.:: mais notícias ::.

ATENÇÃO:

Esta página encontra-se ativa apenas como registo histórico. As Unidades de Investigação Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL) e Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) uniram-se, em 2015, dando origem ao Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, recentemente classificado como “Excelente” na última avaliação promovida pela FCT e referido como “a instituição de investigação mais importante na área de Astronomia e Ciências do Espaço em Portugal” pelo painel de avaliação internacional.


O Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL) é um centro de investigação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) cuja actividade tem lugar no Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), e por isso, se considera a unidade de investigação em Astronomia e Astrofísica do OAL.

O CAAUL desenvolve a sua actividade em algumas das áreas de maior impacto em Astronomia e Astrofísica, com uma forte componente observacional que envolve importantes tempos de utilização nos maiores observatórios internacionais (ESO, Hubble, VLA, entre outros). Apesar de um grande número de investigadores não ter relações institucionais duráveis (pois são na sua maioria bolseiros pós-doutorados), o CAAUL possui uma forte implantação a nível nacional e europeu, com colaborações com instituições de mais de doze países. É ainda responsável pela formação de estudantes pré e pós-graduados (de Licenciatura, de Mestrado e de Doutoramento), tendo proporcionado o primeiro contacto com a investigação em Astronomia e Astrofísica a um elevado número de estudantes.

A unidade possui grande know-how na importante área de Planetas Extra-Solares e tem vindo a conseguir avanços fundamentais na descoberta de novos sistemas e no entendimento da sua formação (papel da metalicidade, presença de múltiplos planetas, etc).

A participação em missões da ESA como Cassini/Huygens e Venus Express é mais um contributo que demonstra a importância do grupo de Astronomia Planetária.
O estudo da Formação de Estrelas utiliza as técnicas de Astronomia de Infravermelho e Rádio-Astronomia e participa em várias redes europeias como a RTN/Marie Curie.

Outra área de grande impacto na Astrofísica actual e cuja expertise é relevante no CAAUL é a Formação e Evolução das primeiras galáxias. Recentemente esta unidade foi convidada a participar em alguns projectos internacionais de grande envergadura, tais como o telescópio ALMA (Atacama Large Millimetre Array Telescope).
© CAAUL :: Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa